Logo da ADVF

Fone: 17 3463-3006

Fone: 17 3463-3006

ADVF

    A ADVF foi fundada no ano de 2000 com 8 deficientes visuais, e  atende hoje a 47 pessoas com deficiência no total (35 de Fernandópolis e 12 da região), sendo visuais: com visão sub normal e cegos totais, além de ter feito alteração do estatuto social no ano de 2014 para atender também pessoas com deficiência física, intelectual leve e múltipla deficiência. Para tanto, a ADVF, oferece aos seus usuários:

  • Sala de música, coral e instrumentos musicais, participando com o grupo em apresentações musicais diversas na cidade e outras cidades quando convidados.
  • Sala de informática, onde se desenvolvem atividades utilizando programas específicos, onde o deficiente pode se conectar com o mundo, obtendo informações, conhecimentos e descobrindo que pode ir além, mesmo com suas limitações e assim se sentindo um igual na sociedade, pois também se conecta com amigos, familiares, faz novos amigos através das redes sociais. Também aprende a garantir seus direitos, adquirindo conhecimentos através de leituras, reivindicando direitos e também aprendendo sobre seus deveres como cidadãos.
  • Sala com uma professora/pedagoga com especialização em DI (Deficiência Intelectual) e formação em DV (Deficiência Visual), onde são aplicadas aulas de escrita e leitura Braille, Sorobã, apoio pedagógico para crianças, adolescentes e adultos que estão incluídos na rede regular de ensino (escola e faculdade) atividades de vida diária, aulas de orientação e mobilidade (uso da bengala) e trabalhos de inclusão. A ADVF oferece aos seus usuários uma biblioteca com livros em Braille e falados de literatura e didáticos, cedidos através de um convênio com a Fundação Dorina Nowill de SP. Promove a instrução e orientação do cuidador e ou familiar.

Oferece-se 2 refeições diárias (café da manhã e tarde) para os usuários que passam pela entidade, bem como transporte para eventos e lazer.

Os usuários também têm todos os seus documentos de cidadania, priorizando a garantia de direitos tais como: carteira de vacinação em dia, passe livre, além de encaminhamentos para rede (exames, consultas e cirurgias e outros conforme sua necessidade) pela Assistente Social que também faz visitas periódicas na casa de cada usuário, avaliando a real situação do mesmo, orientando e tomando medidas pertinentes quando necessária, com o objetivo de também melhorar a qualidade de vida do cuidador do deficiente (quando houver, visto que muitos são sozinhos e abandonados por suas próprias famílias), pois os mesmos sofrem estresse por muitas vezes não saberem como melhorar a qualidade de vida e tratar adequadamente o deficiente, tornando um convívio desgastante e por muitas vezes conflitante. Sendo assim, a orientação do cuidador/familiar é imprescindível para atingir o objetivo prioritário da ADVF que é a reabilitação, garantia de direitos e desenvolvimento da autonomia para a inclusão social, processo que se fundamenta em princípios étnicos entre os quais se destaca o de reconhecer e respeitar o direito de oportunidades iguais perante a diversidade humana. A ADVF trabalha para favorecer uma convivência digna, igualitária e justa aos seus usuários no espaço comum da vida em sociedade. Conta com o apoio da comunidade, de algumas empresas e clubes de serviços para alcançar seus objetivos e das redes setoriais e intersetoriais.