Logo da ADVF

Fone: 17 3463-3006

Atendimento: Segunda à Sexta-feira - das 7:30 as 17:00

WHATSAPP
Clique aqui
  • 8ª Caminhada Inclusiva da ADVF - 2020

    A “Caminhada Inclusiva”, realizada no mês de dezembro tem o intuito de possibilitar que todos, pessoas com e sem deficiência, possam estar juntos em ações inclusivas nas ruas, praças, parques, museus e teatros, pois no dia 03 de dezembro é comemorado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.

    Confira as fotos
  • Confraternização Drive Thru - 2020

    A grande confraternização da ADVF foi realizada no dia 04 de Dezembro de 2020, na sede da entidade, MAS DE FORMA UM POUCO DIFERENTE, devido ao distanciamento social, evitando aglomeração para prevenção da propagação do COVID-19 (novocoronavírus) e foi distribuido a todos os usuários e seus familiares/cuidadores um delicioso almoço (drive trhu), promovendo assim o sentimento de pertença a socialização e integração de forma segura.

    CONFIRA AS FOTOS
  • Paes Caseiros e Roscas Recheadas

    Todas as quartas-ferias é dia de pães e roscas de Doce de Leite, Goiabada e Chocolate. Produtos frescos com qualidade e higiene. Faça se pedido pelo fone 3463-3006 nas terças-feiras e na quarta entregamos para você. Colabore com a ADVF e saboreie nossos produtos.

    Veja os produtos
  • Conheça a ADVF

    FOTOS
  • “SOMENTE OS CEGOS PODEM TOCAR AS PALAVRAS”

    Serviço de Habilitação e Reabilitação no Âmbito da Assistência Social

  • ITAMAR BORGES destina R$ 50.000,00 para a ADVF

    "JUNTOS SOMOS MAIS FORTES"

    VEJA NO FACEBOOK
Foto ADVF

ADVF

A ADVF foi fundada no ano de 2000 com 8 deficientes visuais, e  atende hoje a 46 pessoas com deficiência no total (35 de Fernandópolis e 11 da região), sendo visuais: com visão sub normal e cegos totais, além de ter feito alteração do estatuto social no ano de 2014 para atender também pessoas com deficiência física, intelectual leve e múltipla deficiência...
Saiba tudo sobre a entidade

ADVF

A ADVF foi fundada no ano de 2000 com 8 deficientes visuais, e  atende hoje a 46 pessoas com deficiência no total (35 de Fernandópolis e 11 da região), sendo visuais: com visão sub normal e cegos totais, além de ter feito alteração do estatuto social no ano de 2014 para atender também pessoas com deficiência física, intelectual leve e múltipla deficiência. 

A OSC desenvolve atividades que habilite e reabilite, onde promove a inclusão à vida comunitária, o fortalecimento dos vínculos familiares, a independência, o acesso aos direitos e a participação dos usuários e familiares na sociedade, a autonomia e a melhoria da qualidade de vida das pessoas participantes. A OSC conta com uma equipe específica e habilitada para viabilizar as ações às pessoas com deficiência e suas famílias favorecendo o desenvolvimento e possibilitando a autonomia e a inclusão na comunidade. A ação da equipe será sempre pautada no reconhecimento do potencial, dos talentos e habilidades dos usuários e da família, na aceitação e valorização da diversidade e na redução da desigualdade.

Ações/atividades que serão executadas pela OSC:

Atividade Básica–ABVD (Atividade Básica da Vida Diária)

  • Tarefa para autonomia na vida diária, nos autocuidados, vestir-se, técnicas para cuidar de sua residência como: varrer, limpar e organizar a casa, lavar louça, cozinhar (culinária) e outras; podendo ser em grupos e/ou individual.
  • Técnicas de Habilidades Básicas de Orientação e Mobilidade com os usuários que tem deficiência visual: diante dessa orientação o deficiente visual aprimorará o aprendizado no uso de seus sentidos para obter informação do ambiente, com o objetivo de dar acesso ao direito ir e vir para possibilitar a interação e participação no meio social. 

Atividade Instrumental – AIVD (Atividade Instrumental da Vida Diária) desenvolvimento pessoal e social da pessoa com deficiência e seu empoderamento, sentimento de pertença e como levar a vida da forma mais independente possível, favorecendo a integração e a participação do indivíduo no seu entorno e em grupos sociais. Através de pequenos grupos ou individual o usuário será deslocado até os supermercados, bancos, farmácias, quitandas, shopping ou lugares sociais que estejam dentro de suas necessidades, onde serão desenvolvidas técnicas para garantir o direito de conviver e desenvolver habilidades no seu cotidiano. As atividades podem ser em grupo e/ou individual.

Tecnologia Assistiva: Recursos de acessibilidade ao computador utilizando programas específicos como: TalkBack (leitor de tela para celular), Dosvox e Virtual Vision (leitor de tela para computadores) com tecnologia Adaptativa e Adaptações, que contribuem para proporcionar e/ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência visual e acesso às novas tecnologias para a pessoa com deficiência física dentro de cada necessidade do usuário promovendo consequentemente vida Independente e Inclusão. A atividade pode ser individual ou em pequenos grupos.

Roda de Conversa com usuários e familiares, através de palestras e/ou temas da atualidade com o objetivo de informar, orientar, estimular o diálogo, escuta e reflexões, sensibilização e troca de experiências, promover a defesa e garantia de direitos, a autonomia, estimular e fortalecer a participação do serviço ofertado, visando ser momento de encontro e fortalecimento da convivência familiar e a valorização das potencialidades. Os Profissionais envolvidos serão: a equipe Técnica e/ou Convidados que demandam sobre o tema oferecido.

Atividades Físicas aos usuários e familiares objetivando o enfrentamento de barreiras, fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, autonomia e independência e melhoria da qualidade de vida.

Atividade de Musica, vocal e instrumentos musicais. Através dos sons e suas vibrações, é possível desenvolver a capacidade auditiva e intelectual da pessoa com deficiência, fazendo com que desenvolva a linguagem, a memória e seu lado afetivo. Como resultado final, a música ainda pode estimular a interação social, quando são praticadas atividades musicais como meio de fazer com que a pessoa tenha um melhor relacionamento com os outros e, dessa forma, revenindo um possível isolamento.

Os usuários também têm todos os seus documentos de cidadania, priorizando a garantia de direitos tais como: carteira de vacinação em dia, passe livre, além de encaminhamentos para rede (exames, consultas e cirurgias e outros conforme sua necessidade) pela Assistente Social que também faz visitas periódicas na casa de cada usuário, avaliando a real situação do mesmo, orientando e tomando medidas pertinentes quando necessária, com o objetivo de também melhorar a qualidade de vida do cuidador do deficiente (quando houver, visto que muitos são sozinhos e abandonados por suas próprias famílias), pois os mesmos sofrem estresse por muitas vezes não saberem como melhorar a qualidade de vida e tratar adequadamente o deficiente, tornando um convívio desgastante e por muitas vezes conflitante. Sendo assim, a orientação do cuidador/familiar é imprescindível para atingir o objetivo prioritário da ADVF que é a reabilitação, garantia de direitos e desenvolvimento da autonomia para a inclusão social, processo que se fundamenta em princípios étnicos entre os quais se destaca o de reconhecer e respeitar o direito de oportunidades iguais perante a diversidade humana. A ADVF trabalha para favorecer uma convivência digna, igualitária e justa aos seus usuários no espaço comum da vida em sociedade. Conta com o apoio da comunidade, de eventos e doações para alcançar seus objetivos e das redes setoriais e intersetoriais.

"Deficiência não é sinônimo de dependência"

Saiba tudo sobre a entidade